[Biografias] Antoine-Laurent de Lavoisier

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Biografias] Antoine-Laurent de Lavoisier

Mensagem  JorgeSeth em Dom 05 Jul 2009, 14:46

Antoine-Laurent de Lavoisier (Paris, 26 de agosto de 1743 — Paris, 8 de maio de 1794) foi um químico francês, considerado o criador da Química moderna.

Foi o primeiro cientista a enunciar o princípio da conservação da matéria. Além disso identificou e batizou o oxigênio, refutou a teoria flogística e participou na reforma da nomenclatura química. Célebre pela sua frase "Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."



Biografia

Lavoisier nasceu em 26 de Agosto de 1743,e faleceu em 8 de Maio de 1794 aos 50 anos numa família nobre francesa. Teve uma excelente educação, formou-se em direito. Nunca chegou a ser um advogado, pois optava mesmo era pela ciência. Lavoisier é considerado o pai da química. Foi ele quem descobriu que a água é uma substância composta, formada por dois átomos de hidrogénio e um de oxigénio: o H2O. Esta descoberta foi muito importante para a época, pois segundo a teoria de Aristóteles, que ainda era aceita, a água era um dos quatro elementos terrestres primordiais, a partir da qual outros materiais eram formados. Em 16 de Dezembro de 1771 Lavoisier casa com uma jovem aristocrata, de nome Marie-Anne Pierrette Paulze. A sua mulher tornou-se num dos seus mais importantes colaboradores, não só devido ao seu conhecimento de línguas (em particular o inglês e o latim), mas também pela sua capacidade de ilustradora. Marie-Anne foi responsável pela tradução, para francês, de obras científicas escritas em inglês e em latim e ilustrou algumas das experiências mais significativas feitas por Lavoisier. Ele viveu na época em que começava a Revolução Francesa, onde o terceiro estado (camponeses, burgueses e comerciantes) ficaria com o poder da França. Foi morto pela mesma, pois era muito mal visto pela população, que pensava que, por ser de uma família nobre, Lavoisier também, participava do corrupto sistema cheio de impostos sobre a sociedade. Foi guilhotinado após um julgamento sumário em 8 de Maio de 1794. Joseph-Louis de Lagrange, um importante matemático, contemporâneo de Lavoisier disse: “Não bastará um século para produzir uma cabeça igual à que se fez cair num segundo".

Participação na Academia de Ciências

Lavoisier foi pela primeira vez proposto como membro da Académie des Sciences em 1776, mas só foi eleito em 1778. Como membro de pleno direito, Lavoisier participou em comisões de investigação de novas teorias e/ou fenómenos, de forma a avaliar a sua legitimidade científica.

Estudo do oxigénio

Lavoisier não descobriu exatamente o oxigénio. Este gás foi descoberto independentemente por dois químicos Carl Wilhelm Scheele em 1772 e Joseph Priestley em 1774. Em Outubro de 1774 Priestley visitou Paris e conversou com Lavoisier sobre as suas experiências. Este facto permitiu a Lavoisier refazer as experiências de Priestley e reformula-las. Desta forma Lavoisier ficou a compreender melhor as características do novo gás. Desta forma confirmou que a combustão e a calcinação correspondem à combinação do oxigénio com outros materiais (materiais orgânicos na combustão e metais na calcinação). Lavoisier deu ao novo gás o nome de oxigénio (produtor de ácidos em grego), porque considerava (erroneamente) que todas as substâncias originadas de uma calcinação originavam ácidos em que o oxigénio se encontrava obrigatoriamente presente. Por 1789, ele formulou o princípio da conservação da matéria.
avatar
JorgeSeth

Mensagens : 21
Pontos : 53
Reputação : 0
Data de inscrição : 05/07/2009
Idade : 53
Localização : Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum